sexta-feira, 14 de julho de 2017

Patinhos



Em 1992, um container caiu no mar
em seu caminho da China para os EUA, soltando quase 29 mil brinquedos de borracha (patos, sapos, castores e tartarugas) no Oceano Pacífico.

Depois de 10 meses, o primeiro desses patos foi levado à Costa do Alasca e desde então, esses patos têm sido encontrados no Havaí, América do Sul, Austrália e viajando vagarosamente pelo gelo do Ártico.

Mas 2 mil desses patinhos ficaram presos no Giro Subártico, uma vórtice de correntes, movendo-se entre o Japão, Alasca, Nordeste do Pacífico e Ilhas Aleutas, itens que são pegos pelo giro, geralmente ficam nele, condenados a viajar no mesmo caminho, para sempre, circulando nas mesmas águas.

Mas nem sempre. Seus caminhos podem ser alterados por uma mudança no clima, uma tempestade no mar ou com um encontro casual com um grupo de baleias.

Após 20 anos os patinhos de borracha estão perdidos no mar e ainda estão chegando em praias ao redor do mundo.E o número deles no giro (na vórtice de correntes) diminuiu, o que significa que é possível se libertar, mesmo após anos circulando as mesmas águas.
É possível encontrar um caminho para a costa.

                                            Extraído da internet





2 comentários:

  1. Interessante! Nunca ouvi ou li nada sobre isso.
    Será mesmo possível se libertar e encontrar o caminho
    mesmo após tantos anos??? Assim espero!
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tô começando a acreditar que sim!
      Abs e obrigada

      Excluir

Boraaaaa!!!! rs