quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

30/12 - E eu no mercado

30/12/2014 e eu na fila do supermercado.
Ao meu lado um homem aos berros no celular.
Um  casal atrás e dois amigos preocupados por ali também!
Na minha frente um carrinho com compras que parecia que a familia estava prevendo o fim do mundo e resolveram se preparar de tão cheio que estava o carrinho, as rodinhas até arriando! 
Em meio a um mercado hiper, mega cheio!
Enfim o homem ao celular grita:
- Alô!
- Alou!!!
- Tá me ouvindo?
- Tô no mercado e esqueci o cartão!
- Pega aí pra mim!
- Tá na mesinha da sala!
- Não achou?
- Como não achou?
- Na mesinha, dentro de um envelope!
- Achou?
- Mas você também não acha nada!
...

Os dois amigos preocupados e um diz:
- Rapaz eu perdi minha mulher e não acho!
- Gente não vejo ela  em lugar algum!
- Onde essa infeliz se meteu?
...

Enquanto isso o carrão da minha frente estacionou  no caixa.
Dois homens de meia idade e uma senhorinha,  nem tão senhorinha assim, gordinha e falando alto!
E começaram a colocar as compras.
A moça do caixa pergunta:
- CPF na nota?
- O meu!
- O meu grita a mulherzinha, e lá vai ela digitar  número a número.
- Erro na digitação!
E digita de novo!
Enfim acerta e a caixa começa o seu trabalho.
De repente o homem grita!
- Para!
A caixa olha assustada e ouve:
- Essa parte  é nesse cartão aqui!
Olhei pro casal ao lado na esperança de encontrar um consolo e ouço a moça do caixa:
- CPF na nota?
- O meu ! Grita a mesma mulher!
E lá vai ela...
Respiro fundo.
As compras continuam esteira abaixo e acreditem, o mesmo homem grita!
- Para!  Sorri meio desajeitado e diz:
- É nesse cartão agora.
Passa o cartão,  digita a senha e a saga continua;
- CPF na nota?
Ahhhhhhhh
Ouço o gritinho feliz da mulherzinha, - o meu!
digitando errado de novo e falando orgulhosa:
- Já tenho 100 real lá!
As compras continuam o terceiro cartão passa e eles saem felizes!
Encosto o meu carrinho e ouço a moça:
- CPF na nota?
Gente coitada dessa moça! 
Pago as minhas compras e vou embora sem saber se a mulher achou o envelope com o cartão e muito menos, se a esposa perdida foi encontrada!
É isso!
Feliz ano novo!
E seja feliz!



Marieci




quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

De uma série que assisti

O grupo volta  ao passado e John Locke vê uma luz e diz:
- Não  vamos por aí, vamos fazer a volta. 
Um deles diz:
 - Você sabe em que época nós estamos, não sabe?
- Sim, eu sei.
- Você viu aquela luz?  Eu dei a volta porque eu estava ali,  ao lado.
- E porque você não foi lá e te avisou,  assim não cometeria tantos erros.
- Não poderia. Foram as dificuldades que me tornaram o homem que sou hoje.

Até mais e seja feliz. 


Marieci


quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Pra que tanta pressa de chegar!


Século XXI, gente correndo, smartphones, tablets, notebooks conectados  vinte e quatro horas.
Pais esquecendo filhos em seus carros, gente sendo atropelada, gente morrendo, gente atrasada.
Observo quando saio de casa, brigas no trânsito, brigas nos transportes público,
gente disputando poder, gente achando que roupa é tudo, gente com seus carrões.
Aí no meio de tudo isso eu imaginei Jesus, caminhando pela cidade.
Caminhando, porque não me lembro de ler alguma passagem bíblica falando Jesus correndo.
Ele sempre caminhava.
Caminhou mesmo sabendo que seu amigo Lázaro estava morto. 
Ele não saiu correndo desesperado, ansioso, suado porque não dava mais tempo para isso ou aquilo.
Jesus caminhava.
Ah que lição.
Porque a gente não começa a aprender isso.
E acho que nos dias de hoje ele vestiria jeans e uma camisa branca.
Simples.
A gente podia aprender isso também.
E Ele não simplesmente comia, Ele fazia as refeições.
Sentava á mesa com seus amigos e compartilhavam o pão, o vinho, conversavam.
Seria  legal, a gente também aprender isso.
Até mais e seja feliz




Marieci

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Nós

Me lembro que quando criança, achava o ano 2000 tão longe!
E vejam só, cá estamos em 2014.
O máximo!
O tempo voou, mas fico pensando, se a Cidinha de 20, a Cidinha de 30, a Cidinha de 40,  se encontrassem agora comigo, tenho certeza que elas iriam adorar ver o que são agora! 
Iríamos sentar e conversar muito,  acho que olharia para Cidinha de 20, com uma certa pena, porque ela era tão ingênua, tadinha, precisou ralar muito;
a Cidinha de 30 era um mulher bacana, mas apaixonada pelo cara errado, e a Cidinha de 40 descobriu o mundo, batalhou, mas batalhou feliz, com propósitos,  e aprendendo a se amar e a acreditar em si mesma, e eu hoje, ahh hoje eu diria como Caio F. disse:

"Sei lá menina, tá tudo tão legal, e um legal tão batalhado, um legal merecido, de costas e pernas doendo, mas coração tranquilo."

Até mais e seja feliz!

Marieci

sábado, 29 de novembro de 2014

A pedrinha perdida






Ganhei uma pedrinha, chamada Jaspe de uma amiga, depois li na Bíblia, que Deus assemelha-se a pedra Jaspe.

Desde então  passei olhar com carinho para a minha pedrinha e vez ou outra paro para admira-la, coloco na bolsa ou no bolso e a levo comigo.
E hoje eu a perdi.
Senti um vazio e pensei:
Ahh Senhor eu gostava tanto daquela pedrinha como pude perde-la?
E lembrei de outra passagem bíblica onde uma mulher tinha 10 moedas e acabou perdendo uma, mas não sossegou enquanto não a encontrou, varrendo toda a casa.
Lembrei dessa mulher enquanto procurava a minha pedrinha.
Já estava dando por perdida. 
Fui para a cozinha e olhei para o tapete ao lado da pia e lá estava ela!
Nossa como fiquei feliz!
Lavei e guardei em minha bolsa.


Até mais e seja feliz.


Marieci

quinta-feira, 2 de outubro de 2014

O homem que quebrava pedras...

Havia um homem que quebrava pedras, o sol quente e ele quebrando pedra, uma vida difícil que só!
Quando de repente passou um homem montado em um  elefante, dando uma voltinha, supervisionando.
Aí ele olhou e disse:
- Senhor meu Deus isso que é vida, andar nesse elevante, não é ficar quebrando pedra, isso não é vida não, aquilo que é vida! 
Senhor me transforma naquele homem que anda no elefante, vou ser tão feliz!
E Deus falou:
- Então tá bom, e transformou ele no homem que andava no elefante.
Mas o homem que andava no elefante tinha que supervisionar três províncias por dia,  nove horas montado num elefante, o sol quente batendo na cabeça dele, cozinhando os miolos dele.
Aí ele falou:
- Que isso rapaz, esse negócio de andar de elefante não é bom não, o bom mesmo é ser o sol, que queima os outros, que esquenta assim, ah se eu fosse o sol eu ia ser tão feliz...
- Senhor deixa eu ser o sol, poxa!
E Deus falou
- Então tá bom,  vai ser o sol!
E ele foi e saiu queimando os outros, esquentava tudo que tinha pela frente.
Até que chegou uma frente fria com núvens densas ele queria passar e não conseguia.
- Senhor que isso? Eu nem consigo passar por essas nuvens? O bom mesmo é ser nuvem que tapa o sol,  eu já tenho certeza no que eu quero ser, se o senhor me transformar em nuvem, eu tenho certeza que vou ser feliz.
E Deus transformou ele em nuvem ele tapava o sol e fazia chover.
Só que um dia começou a ventar,  ele queria ficar quieto e o vento não deixava, ele queria ficar aqui e o vento levava ele para lá.
- Que é isso Senhor? Esse negocio de ser nuvem não é bom não!
O bom mesmo é ser vento que quebra tudo,  arranca tudo, agora eu descobri me transforma em vento que eu quero ser vento!
E Deus transformou ele em vento, e ele derrubava árvore, arrancava telhado, levantava a saia das mulheres,  fazia misérias como vento.
Só que um dia ele parou numa pedreira, e começou a soprar e a pedreira não tava nem aí, nem se movia,  ele tava cansado de soprar e a pedreira  nem aí! 
Senhor bom mesmo é pedreira,  forte intransponível, me transforma na pedreira... e Deus transformou.
Ele tava lá quieto sossegado.
Só que un dia ele escutou um barulhinho, uma fisgadinha, tinha um cara lá embaixo quebrando pedra.
Ai ele falou assim:
- Senhor esse negócio de pedreira não é bom não, o bom mesmo é ser esse cara que quebra pedra.
E Deus falou mas esse cara que quebra pedra era você no começo!
- Pois é Senhor, eu era feliz e não sabia!

(Texto extraído da Internet)



Até mais e seja feliz!  



Marieci

domingo, 31 de agosto de 2014

Vai devagar. ...

Há um tempo atrás,  a filha de uma amiga passou mal e desacordada foi parar em um hospital, minha amiga desesperada ouviu o diagnóstico do médico: "Sua filha precisa desacelerar,  o que ela teve foi um nível elevadíssimo de estresse."
Minha filha recentemente foi ao Peru e ao retornar falou: " Mãe,  lá a gente tem que andar bem devagarzinho, dei uma corridinha só pra atravessar a rua e precisei sentar no chão sem ar".
Então pensei,  não me lembro de ler na Bíblia,  alguma passagem que fale que Jesus ou os apóstolos estivessem correndo,  eles estavam sempre caminhando.
E é isso que precisamos resgatar.
Voltar a caminhar, voltar a  respirar lentamente, observar, afinal cedo ou tarde.  tudo se resolve...




Até mais e seja feliz...





Marieci

terça-feira, 5 de agosto de 2014

Filhos....e mães...

No trem e ao celular...


- Mãe você usou meu cartão de crédito? 
- bla bla bla
- Porque eu vi o extrato...
- bla bla bla
- Ohhh mãe quando for assim me avisa né?
- bla bla bla
- Tá tudo bem, tem problema não,  só me avisa...
- bla bla bla
- Mas mãe.. deixa eu te falar..
- bla bla bla
- Você pode ficar  com as crianças pra eu ir numa festa na sexta a noite..
- bla bla bla
- Não mãe, não é uma festa de família não, é uma balada com os amigos mesmo..
- bla bla bla
- Como assim mãe? 
- bla bla bla
- Só posso dar se for 50 reais..
- bla bla bla
- Nossa mãe como você é mercenária..
- bla bla bla
- Eles já estão grandes, fica aí só pra senhora dá uma passada de olhos neles...
- bla bla bla
- Mas assim, vou na sexta e volto só no domingo...
- bla bla bla
- Como assim mãe? Você já usou meu cartão de crédito...
- bla bla bla
- Tá bom mãe... te dou 50 reais...
- bla bla bla
-  Tá.. e deixo você usar de novo o cartão...



(...)


risos






Até mais





Marieci

segunda-feira, 7 de julho de 2014

Feliz por estar aqui



Abro meus olhos, a cada manhã que levanto
Para encontrar a verdade que eu sei que está lá.
Tenho sorte de respirar, tenho sorte de sentir,
Sou feliz por acordar, sou feliz por estar aqui.
Com todo esse mundo, e toda sua dor,
Todas as suas mentiras, e todos as suas mazelas...
Ainda sinto uma sensação de liberdade 
Tão feliz por estar aqui...
Extraído da internet by Soja







Até mais,



Marieci

sexta-feira, 20 de junho de 2014

Cuidado...




Sabe aquela plantinha, que parou de dar flor, já há muito tempo? Então, você precisa colocar um pouco de terra nova, um pouco de água algumas vezes por semana e deixa-la perto da luz, isso chama-se cuidado.E alguns dias depois você vai perceber a mudança na cor, nas folhas, no brilho e quando menos esperar ela te dará uma flor, é o retorno do seu cuidado, do o amor que um dia foi dado, e a vida mostrando o retorno do cuidado dado um dia..


Até mais...


Marieci

segunda-feira, 2 de junho de 2014

A morte do Romeu

Aconteceu há alguns dias atrás, logo após o jantar  ouvi minha  filha dar um grito!
Fui correndo até a cozinha e lá estava ele, o vitrô da lavanderia totalmente aberto e ele não perdeu tempo e estava totalmente tonto e perdido, e aí quem gritou fui eu...
Trancamos a porta da cozinha,  minha filha subiu no sofá e eu fui pedir ajuda.
Minutos depois dois amigos apareceram:
- Onde ele tá?
Falei:  
- Na cozinha, vai lá e só sai de lá com ele morto!!!
Eles entraram na cozinha.
Silêncio.
Barulho.
De repente a máquina de lavar começou a funcionar, olhei pra minha filha ela olhou pra mim e silêncio novamente; 
De repente a porta abre, e num saco de lixo,  o corpo.
Aliviada, respirei.
E um dos homens que trabalha no prédio onde moro falou pelo rádio, "só um instante, apareceu um Romeu, mas já to indo!"
Falei:  
- Romeu?
Ele falou: 
- É, é assim que falamos quando algum ratinho entra em algum apartamento!
Saíram e levaram o corpo do Romeu... rs
Aprendi  lição.... as janelas de casa estão abertas, mas com telas...
Quero nem saber de Romeu por aqui!!!




Até mais e seja feliz!!!





Marieci

quinta-feira, 29 de maio de 2014

Voltar no tempo

Dia desses uma colega disse:
- Ah como eu queria voltar aos  20 anos!
Olhei  e disse:
- Voltar aos 20 anos? Nem pensar!!!
Ela me olhou  espantada com a resposta e eu lhe disse:
- Viver tudo de novo? Fazer escolhas, reviver uma nova jornada? Não, obrigada.
Estou bem comigo, gosto do que vejo no espelho e satisfeita com o que já vivi e aprendi, bora agora é olhar e viver o presente.
E como dizia Caio F. : 

"Sei lá menina, tá tudo tão legal, e um legal tão batalhado, um legal merecido, de costas e pernas doendo, mas coração tranquilo."




Até  mais e seja feliz...


Marieci

segunda-feira, 26 de maio de 2014

segunda-feira, 19 de maio de 2014

Minha vida

Ouvindo Mauricio Manieri cantando I just wanna stop, e eu  nesse momento também só quero parar, ele o Mauricio por um amor, eu aqui pelas coisas que a vida trás.
Por mais difícil que seja,  é preciso e necessário colocar pontos finais em algumas coisas.
E parar.
Aprendi a duras penas a dizer não, e isso me faz um bem enorme hoje em dia, e agora aprendendo a colocar pontos finais.
Encerrar certos assuntos.
The end.
E não estou falando de histórias de amor, estou falando do dia a dia, de assuntos corriqueiros, de trabalho, da guerra diária do nosso cotidiano.
Seguir enfrente, descobrir uma estrada nova, pode ser uma trilha, mas é preciso.
Entender que a vida é boa e cada dia nos trás o seu bem.
Então  pare e lembre o ontem, o que aconteceu? O que você fez? O que você não fez? 
Não importa, você já viveu o seu ontem.
E agora estamos vivendo o nosso hoje.
Algumas pessoas anseiam por tudo.
Outras apenas em ser o que são e isso lhes basta.






Até mais e seja feliz sempre!


Marieci

segunda-feira, 5 de maio de 2014

Sorrir

"Se você é capaz de sorrir no meio da tempestade,

você é parte de uma minoria especial 

que tem mais chances de ser feliz!"
Flávio Augusto da Silva







Até mais e seja feliz!




Marieci

sexta-feira, 11 de abril de 2014

Você esstá sendo tentado a desistir de algo com o que sonhou?


Não desista, ainda que a coisa fique mais difícil.
Ouvi dizer que a noite é sempre mais escura um pouco antes de amanhecer. Tal escuridão não é o atestado de óbito da nossa esperança, mas é a certidão de nascimento da nossa vitória.
Conta-se que certa vez,  um homem investiu tudo o que tinha em uma pequena oficina. Trabalhava dia e noite, inclusive dormindo na própria oficina, para poder continuar nos negócios, empenha as jóias da própria esposa.
Quando apresentou o resultado final de seu trabalho a uma grande empresa, dizem-lhe que seu produto não atende ao padrão de qualidade exigido.
O homem desistiu? Não!
Voltou a escola por mais dois anos, sendo vítima da maior gozação dos seus colegas e de alguns professores que o tachavam de “visionário“.
O homem ficou chateado? Não!
Após dois anos, a empresa que o recusou finalmente fecha contrato com ele.
Durante a guerra, sua fábrica é bombardeada duas vezes, sendo que grande parte dela é destruída.
O homem desesperou-se? Não!
Reconstruiu sua fábrica, mas um terremoto novamente a arrasa.
Essa é a gota d’água e o homem desiste? Não!
Imediatamente após a guerra segue-se uma grande escassez de gasolina em todo o país e este homem não pode sair de automóvel nem para comprar comida para a família.
Ele entrou em pânico e desistiu? Não!
Criativo, ele adapta um pequeno motor a sua bicicleta e sai as ruas. Os vizinhos ficam maravilhados e todos querem também as chamadas “bicicletas motorizadas“. A demanda por motores aumenta muito e logo ele fica sem mercadoria. Decide então montar uma fábrica para essa novíssima invenção. Como não tem capital, resolve pedir ajuda para mais de quinze mil lojas espalhadas pelo país. Como a idéia é boa, consegue apoio de mais ou menos cinco mil lojas, que lhe adiantam o capital necessário para a indústria.
Encurtando a história: Hoje a Honda Motor Company é um dos maiores impérios da indústria automobilística japonesa, conhecida e respeitada no mundo inteiro.
Tudo porque o Sr. Soichiro Honda, seu fundador, não se deixou abater pelos terríveis obstáculos que encontrou pela frente. 
Extraído de editoracedro dia 02/04/2014


Até mais, acredite e seja feliz!


Marieci

quinta-feira, 10 de abril de 2014

A história de amor de Moema


Eu e uma amiga fomos ontem comer pastél na Paulista, depois do pastél saímos pra uma caminhada, adoro caminhar ali.
Chegamos no MASP, e começamos a passear pelos corredores lendo e observando todas aquelas obras incríveis, quando já estávamos indo embora nos deparamos com a obra "Moema de Vitor Meirelles, com a observando restaurada recentemente, ficamos paradas olhando de tão linda e perfeita, ao lado passava o vídeo do antes e depois da restauração e mostrando todos os detalhes de reconstrução  na pintura,  na moldutra e no finalzinho  um resumo da história de Moema,  ahh o amor, tadinha... 







Segue a história:

Diogo Álvares Correia nasceu em 1476 em Viana do Castelo, cidade junto à foz rio Lima, no norte de Portugal. Desde a adolescência que lhe apetece o além, a aventura. Mas já tem cerca de 33 anos quando consegue ser engajado numa expedição à Terra de Vera Cruz. Por azar, o navio naufraga frente ao Rio Vermelho, na Bahia de Todos os Santos. A maior parte dos tripulantes morre afogada. Os que, sabem nadar, conseguem chegar a terra, mas são abatidos, esquartejados, assados e comidos pelos índios Tupinambá.


Atordoado, Diogo verifica que os índios não o atacam, limitam-se a rir do seu aspecto, as roupas encharcadas e cobertas de sargaços coladas ao corpo. Dão-lhe até o divertido nome de CARAMURU, que significa moreia, um peixe de aspecto gelatinoso que vive entre os recifes à beira-mar, Porquê esse tratamento tão diferenciado? Diogo conclui que, além de ser muito alto, está muito magro. Portanto não é um bom petisco para os canibais. Irá para a engorda, inevitavelmente. Tem é que saber aproveitar a oportunidade para ultrapassar o perigo que o ameaça.

Diogo não tenta fugir nem recusa qualquer comida com que tentam empanturrá-lo. Mas, ao mesmo tempo, vigia o que, do naufrágio, o mar vai atirando a praia. Por isso, sem dar nas vistas, recolhe um mosquete, algumas munições e um pequeno barril de pólvora. Deixa que tudo seque ao sol. Quando todo o material já está em condições, Diogo dispara um tiro certeiro e abate um pássaro que voava sobre a sua cabeça. Os índios ficam espantados com o estrondo e a pontaria e dão um novo nome a Diogo, FILHO DO TROVÃO, Aterrorizado, o próprio cacique Taparica ajoelha-se em reverência, submissão a um súbito deus que fora humilhado com o nome CARAMURU.

Taparica entrega a Diogo a sua filha Paraguaçu, índia esbelta. Mas Diogo tem debaixo de olho Moema, irmã da primeira e tão graciosa uma quanto a outra. Como a poligamia é rotina entre os índios, Diogo ora dorme com Paraguaçu, ora dorme com Moema, às vezes com as duas ao mesmo tempo, Paraísos tropicais...

Diogo assume-se como intermediário entre corsários franceses que pretendem carregar as suas naus com pau-brasil, e os índios Tupinambá. Convence estes a fazer negócio, aceitando como pagamento facões, machados, espelhos e panos. 

Em 1526 Diogo e Paraguaçu embarcam numa dessas naus, rumo a França. Atormentada pelos ciúmes, Moema tenta alcançá-los a nado, mas perde o fôlego e morre afogada.

*Extraído de vidaslusofonas




É....






Até mais, ame, seja feliz e não morra...




Marieci

terça-feira, 8 de abril de 2014

Mudanças

Se você for ouvir tudo o que o outros dizem você enlouquece.
As pessoas te olham,  olham o seu exterior, analisam  seus gestos e gostos e pronto!
Você já está padronizado.
Não pode mais mudar.
As pessoas já te conhecem, já traçaram o seu perfil  e ponto final.
Ai de você se mudar! 
Nossa olha ela  que roupa é aquela?
Uns dizem melhorou.
Outros falam: prefiro como era antes!
E outros acham horrivel.
Mas ninguém pensa em você, em  como você de fato é, se está feliz ou não! Não!
O importante é agradar a todos, mesmo que desagrade a si mesmo.
Vamos combinar que isso não é nada bom!
Seja feliz com você e por você, só assim será feliz de verdade e se porventura agradar a alguns, que bom!!!
Até mais!








Marieci

sábado, 5 de abril de 2014

Não me dêem fórmulas certas, porque eu não espero acertar sempre. - Clarice Lispector




Já escondi um amor com medo de perdê-lo, já perdi um amor por escondê-lo.

Já segurei nas mãos de alguém por medo, já tive tanto medo, ao ponto de nem sentir minhas mãos. 
Já expulsei pessoas que amava de minha vida, já me arrependi por isso. 
Já passei noites chorando até pegar no sono, já fui dormir tão feliz, ao ponto de nem conseguir fechar os olhos.
Já acreditei em amores perfeitos, já descobri que eles não existem.
Já amei pessoas que me decepcionaram, já decepcionei pessoas que me amaram.
Já passei horas na frente do espelho tentando descobrir quem sou, já tive tanta certeza de mim, ao ponto de querer sumir.
Já menti e me arrependi depois, já falei a verdade e também me arrependi.
Já fingi não dar importância às pessoas que amava, para mais tarde chorar quieta em meu canto.
Já sorri chorando lágrimas de tristeza, já chorei de tanto rir.
Já acreditei em pessoas que não valiam a pena, já deixei de acreditar nas que realmente valiam.
Já tive crises de riso quando não podia.
Já quebrei pratos, copos e vasos, de raiva.
Já senti muita falta de alguém, mas nunca lhe disse.
Já gritei quando deveria calar, já calei quando deveria gritar.
Muitas vezes deixei de falar o que penso para agradar uns, outras vezes falei o que não pensava para magoar outros.
Já fingi ser o que não sou para agradar uns, já fingi ser o que não sou para desagradar outros.
Já contei piadas e mais piadas sem graça, apenas para ver um amigo feliz.
Já inventei histórias com final feliz para dar esperança a quem precisava.
Já sonhei demais, ao ponto de confundir com a realidade... Já tive medo do escuro, hoje no escuro "me acho, me agacho, fico ali".
Já cai inúmeras vezes achando que não iria me reerguer, já me reergui inúmeras vezes achando que não cairia mais.
Já liguei para quem não queria apenas para não ligar para quem realmente queria.

Já corri atrás de um carro, por ele levar embora, quem eu amava.

Já chamei pela mamãe no meio da noite fugindo de um pesadelo. Mas ela não apareceu e foi um pesadelo maior ainda.
Já chamei pessoas próximas de "amigo" e descobri que não eram... Algumas pessoas nunca precisei chamar de nada e sempre foram e serão especiais para mim.
Não me dêem fórmulas certas, porque eu não espero acertar sempre.
Não me mostre o que esperam de mim, porque vou seguir meu coração!
Não me façam ser o que não sou, não me convidem a ser igual, porque sinceramente sou diferente!Não sei amar pela metade, não sei viver de mentiras, não sei voar com os pés no chão.
Sou sempre eu mesma, mas com certeza não serei a mesma pra sempre! 
Gosto dos venenos mais lentos, das bebidas mais amargas, das drogas mais poderosas, das idéias mais insanas, dos pensamentos mais complexos, dos sentimentos mais fortes.
Tenho um apetite voraz e os delírios mais loucos.
Você pode até me empurrar de um penhasco que eu vou dizer
- E daí? Eu adoro voar!
*Clarice Lispector








Até Mais e seja feliz




Marieci